"Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia". (Vinícius de Moares)

21 dezembro 2011

Desilusões




Quando finda o encanto
Revelam-se as verdades
Derrama-se todo o pranto
Mas ficam as saudades...

Sobre os erros joga-se o manto
Esconde-se então as maldades
Sabe-se apenas que amou tanto
Busca-se novamente felicidades

Luta-se para viver a emoção
De encontrar uma nova paixão
Um novo desejo, fogo e ardor...

Mas é triste e fria a sensação
Que assola qualquer coração
Quando sente findar um amor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...