"Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia". (Vinícius de Moares)

20 dezembro 2011

Sacrifício



É um gesto humano
Quando as coisas dão errado
Quando o cheiro dela se demora
E a tentação é forte

Dentro dos limites
De cada homem casado
O doce engano vem chamando
E a negatividade pousa

Frio, coração frio
Endurecido por você
Algo parece melhor, meu bem
Apenas de passagem

E não é nenhum sacrifício
Apenas uma simples palavra
São dois corações vivendo
Em dois mundos separados
Mas não é nenhum sacrifício,
Nenhum sacrifício
Não é nenhum sacrifício mesmo

Desentendimento mútuo
Depois do fato
A sensibilidade constrói uma prisão
No ato final

Nós perdemos a direção
Tudo possível tentado
Nenhuma lágrima desponta
Quando o ciúme queima

Frio, coração frio
Endurecido por você
Algo parece melhor, meu bem
Apenas de passagem

E não é nenhum sacrifício
Apenas uma simples palavra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...