"Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia". (Vinícius de Moares)

15 janeiro 2012

Um dia Descobrimos...


Um dia descobrimos q beijar uma pessoa para esquecer a outra é bobagem.
Vc ñ só esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela.
Um dia descobrimos q se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos q as melhores provas de amor são as mais simples.
Um dia percebemos q o comum ñ nos atrai.
Um dia saberemos q ser classificados como " bonzinho " ñ é bom...
Um dia percebemos q a pessoa q nunca te liga é a q mais pensa em vc...
Um dia saberemos a importância da frase:"T u te tornas eternamente responsável por aquilo q cativas ".
Um dia saberemos q somos muito importante p/ alguém mas ñ damos valor.
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta mais ai já é tarde de+...
Enfim...Um dia descobrimos q apesar de viver quase 100 anos,esse tempo todo ñ é suficiente p/ realizarmos todos os nossos sonhos.
Para dizer tudo o q tem de ser dito...
O jeito é:Ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos p/ realizar todas as nossas loucuras...
Quem ñ compreende um olhar,tampouco compreenderás uma longa explicação.
Mário Quintana....

07 janeiro 2012

Teu Beijo


"Trocaria a memória de todos os beijos que me deste por um único beijo teu. E trocaria até esse beijo pela suspeita de uma saudade tua, de um único beijo que te dei."

03 janeiro 2012

Amor Perfeito




Fecho os olhos pra não ver passar o tempo
Sinto falta de você...
Anjo bom, amor perfeito no meu peito
Sem você não sei viver

Então vem
Que eu conto os dias, conto as horas pra te ver
Eu não consigo te esquecer
Cada minuto é muito tempo sem você, sem você...

Os segundos vão passando lentamente
Não tem hora pra chegar
Até quando te amando,te querendo
Coração quer te encontrar

Então vem...
Que nos teus braços esse amor é uma canção
Eu não consigo te esquecer
Cada minuto é muito tempo sem você, sem você...

Eu não vou saber me acostumar
Sem suas mãos pra me acalmar
Sem seu olhar pra me entender
Sem seu carinho, amor, sem você
Vem me tirar da solidão,
Fazer feliz meu coração
Já não importa quem errou
O que passou, passou

Então vem...
Que eu conto os dias conto as horas pra te ver
Eu não consigo te esquecer
Cada minuto é muito tempo sem você, sem você

Fecho os olhos pra não ver passar o tempo
Sinto falta de você...
Anjo bom, amor perfeito no meu peito
Sem você não sei viver

Então vem
Que eu conto os dias, conto as horas pra te ver
Eu não consigo te esquecer
Cada minuto é muito tempo sem você, sem você...

Os segundos vão passando lentamente
Não tem hora pra chegar
Anjo bom, amor perfeito no meu peito
Coração quer te encontrar

Então vem
Que nos meus braços, esse amor é uma canção
Eu não consigo te esquecer
Cada minuto é muito tempo sem você, sem você...

Eu não vou saber me acostumar
Sem suas mãos pra me acalmar
Sem seu olhar pra me entender
Sem seu carinho, amor, sem você
Vem me tirar da solidão,
Fazer feliz meu coração
Já não importa quem errou
O que passou, passou

Então vem
Que eu conto os dias, conto as horas pra te ver
Eu não consigo te esquecer
Cada minuto é muito tempo sem você, sem você...

01 janeiro 2012

Metade



Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.

Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas
Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço
Que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que eu penso mas a outra metade é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso
Que eu me lembro ter dado na infância
Por que metade de mim é a lembrança do que fui
A outra metade eu não sei.

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
Pra me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção.

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...