"Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia". (Vinícius de Moares)

30 outubro 2014

Mais do que eu mesma


Um certo medo de fazer tudo errado de novo. Medo de amar sem medidas. De não ser amada em troca. Medo de correr mais do que posso. E de ficar quando ele já tiver partido. Medo de sorrir sem compromisso e de roubarem meu coração. Medo de sentir muito medo. Medo de nunca ser feliz. Medo de ser feliz e não saber direito o que fazer com isso..
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...