"Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia". (Vinícius de Moares)

17 novembro 2015

Teu Olhar...



"E o que me mata é olhar no fundo dos seus olhos e ver neles o mesmo brilho, a mesma leveza e sentir o seu sorriso me dizendo em entrelinhas, que a nossa história louca e mal escrita não acabou.
É o que me mata e me dá vida. 

E a ternura que eu sinto a cada vez que você me olha e sorri,o seu carinho, a importância que eu tenho na sua vida, esse sentimento maluco que você tem por mim e não sabe nem o que é, isso tudo se confunde com o amor.
Mas eu sei, eu sei que não é amor.
E você também sabe.
Talvez seja por isso que você me mantém sempre por perto, porque você precisa do meu carinho pra alimentar o seu vazio e te trazer paz por algum tempo, mas não me mantém do seu lado, porque pra caminhar junto é preciso o amor.
E é nessa que a gente vai seguindo. 
E mesmo distante você precisa sentir que eu estou por perto e te acompanho de longe, saber que eu ainda te quero, porque você se sente seguro, porque você sabe que eu vou estar lá quando você cair, com o meu carinho e a minha paz."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...